Conheça a Importância da Fisioterapia Respiratória

Conheça a Importância da Fisioterapia Respiratória
5 (100%) 12 votos

A fisioterapia respiratória é uma das modalidades da fisioterapia que atua na prevenção e no tratamento das doenças que afetam o sistema respiratório.

Com o aumento na incidência dos problemas relacionados ao sistema respiratório, esta abordagem terapêutica vem tornando-se cada vez mais importante para a otorrinolaringologia.

Neste artigo, saiba mais sobre este recurso complementar muito eficaz no tratamento de uma infinidade de doenças e condições respiratórias.

importancia-fisioterapia-respiratoria

A Fisioterapia Respiratória

Basicamente, a Fisioterapia Respiratória consiste na utilização de diversas técnicas, exercícios e procedimentos para prevenir e recuperar as disfunções do processo de respiração do ser humano, com ou sem o auxílio de instrumentos.

Essa especialidade está atuante no Brasil praticamente desde os anos 80, quando foi fundado no Brasil o Núcleo de Estudos em Fisioterapia Respiratória. Esta entidade reunia profissionais de diversas regiões do país, com o objetivo de ampliar a compreensão a respeito das patologias respiratórias, suas formas de prevenção e tratamento.

Objetivos da Fisioterapia Respiratória

Essa modalidade da fisioterapia busca, por meio de suas técnicas, melhorar a dinâmica respiratória do paciente, otimizar a distribuição do ar inalado pelo pulmão e remover secreções brônquicas. Dessa forma, é possível alcançar uma melhora da função pulmonar.

A fisioterapia respiratória também visa a prevenção de complicações respiratórias em pacientes que tenham uma maior propensão a desenvolver esses quadros, sempre com o objetivo de promover condições de funcionalidade e qualidade de vida para estas pessoas.

São utilizadas, ainda, estratégias não invasivas para otimizar o transporte do oxigênio. Assim, é possível atuar prevenindo, revertendo ou minimizando disfunções pulmonares causadas por doenças como asma, bronquite, insuficiência respiratória, tuberculose ou pneumonia.

Quando a Fisioterapia Respiratória é Necessária

Este tipo de fisioterapia é um recurso complementar muito eficaz e recomendado para o tratamento de algumas doenças pulmonares crônicas, como asma brônquica, bronquite crônica e enfisema, nas quais o paciente possui certo grau de dificuldade para respirar ou produz grande quantidade de secreções, que obstruem os brônquios.

Além destes aspectos, a aplicação das técnicas de fisioterapia respiratória inclui atendimentos em ambiente domiciliar, clínicas, e a pacientes internados em hospitais, entubados ou mesmo em coma.

No paciente em um quadro mais crítico, como aquele que permanece em ventilação mecânica, a fisioterapia promove a reabilitação buscando o desmame do paciente, por meio de estímulos pelo fisioterapeuta durante e após o período do coma.

A fisioterapia respiratória também é altamente recomendada no período pós-operatório, quando o paciente necessita permanecer acamado. O fisioterapeuta atua de forma que nenhuma complicação se instale devido ao tempo de repouso, reduzindo o acúmulo de secreção, que geralmente ocorre devido à diminuição de movimentação.

Conheça as Técnicas da Fisioterapia Respiratória

As diversas técnicas e procedimentos realizados durante a fisioterapia respiratória podem ser diferenciados, de acordo com os problemas respiratórios e a condição do paciente.

Exercícios Respiratórios

Os exercícios respiratórios são os procedimentos de primeira linha para melhorar a respiração e mobilizar os músculos ventilatórios. Conheça alguns a seguir:

  • Respiração pelo diafragma: para fortalecer a expansão da base dos pulmões durante a respiração;
  • Sopros: dos exercícios existentes, estes são os mais úteis para fortalecer a expiração;
  • Espirometria de estímulos: para fortalecer a capacidade inspiratória. Realizado com o espirômetro,um aparelho que avalia o volume de ar aspirado;
  • Exercícios intercostais: indicados com a finalidade de ensinar ao paciente como controlar e fortalecer a expansão do tórax.

Expulsão de Secreções

Outro aspecto importante da fisioterapia respiratória é a liberação das vias respiratórias para que o ar circule livremente e sua função seja preservada. Conheça algumas técnicas para provocar a higienização brônquica e a expectoração:

  • Percussão: aplicação de rápidos e leves golpes sobre peito e costas do paciente, para promover a liberação das secreções brônquicas e a sua expulsão para os brônquios principais;
  • Tosse assistida: procedimentos orientados para desencadear a tosse ou fazer com que esta seja mais eficaz, ou seja, ocorra total expectoração;
  • Drenagem postural: adotar e manter posições corporais que sejam mais favoráveis à drenagem das secreções, pela ação da gravidade.

Sempre com o objetivo de liberar as vias respiratórias das secreções e aumentar a capacidade ventilatória do pulmão, a fisioterapia respiratória é um recurso muito importante, que ainda não é tão conhecido pelos pacientes. Converse com o seu otorrinolaringologista de confiança e descubra se estas técnicas podem ajudar no seu tratamento.

Comente