O Cigarro Causa Apneia do Sono?

Existem inúmeras razões pelas quais uma pessoa deveria parar de fumar. Entre elas, está a possibilidade de que o cigarro causa apneia do sono. Com a leitura deste artigo, aprenda como a inalação de fumaça de cigarros, charutos ou cachimbos pode afetar o sono, compreenda melhor esse relacionamento em potencial e se ele pode estar contribuindo para interromper a respiração durante o sono.

o-cigarro-causa-apneia-do-sono

Cigarro Causa Apneia do Sono?

O tabagismo e a apneia do sono são amplamente prevalentes e estão associados a morbidade e mortalidade significativas. Foi hipotetizado que cada uma dessas condições afeta adversamente a outra, levando ao aumento da comorbidade e alterando a eficácia das terapias existentes.

O tabagismo pode aumentar a gravidade da apneia do sono por meio de alterações na arquitetura do sono, na função neuromuscular das vias aéreas superiores, nos mecanismos de excitação e na inflamação das vias aéreas superiores. Algumas evidências ainda ligam a apneia obstrutiva do sono não tratada à piora no vício de fumar.

Por que o Cigarro Causa Apneia do Sono?

A fumaça irritante dos cigarros pode causar inflamação ao longo dos tecidos e mucosas que revestem as vias aéreas. Isso pode levar ao inchaço e estreitamento das vias aéreas, causando também liberação de muco, condição chamada de gotejamento pós-nasal.

À medida que a via aérea se estreita, o fluxo de ar pode se mover de forma mais turbulenta. Essa interrupção das vias aéreas superiores, especialmente sua passagem nasal e da garganta, pode ter outras consequências: causar um aumento do congestionamento das vias aéreas.

Este fluxo de ar mais turbulento pode levar à vibração das estruturas da garganta quando o ar se move, a explicação para o som desagradável do ronco. Este risco parece aumentar entre os fumantes e até mesmo aqueles que fumavam anteriormente.

Cigarro Causa Apneia do Sono? – Compreenda os Mecanismos

Apesar da falta de estudos longitudinais que apoiem a associação entre tabagismo e apneia do sono, muitos pesquisadores propuseram mecanismos potenciais para o relacionamento. Os mecanismos comumente sugeridos para explicar como o fumo pode causar apneia do sono incluem:

  • alterações na arquitetura do sono,
  • relaxamento dos músculos das vias aéreas superiores e reflexos neurais causados pela nicotina,
  • aumento do limiar de excitação causado pela nicotina,
  • aumento da inflamação das vias aéreas superiores devido à inalação de fumaça.

Um dos mecanismos propostos para o efeito do tabagismo sobre a síndrome da apneia obstrutiva do sono é a arquitetura do sono interrompida, ou seja, a privação do sono e a fragmentação do sono. Vários estudos encontraram associação entre tabagismo e a perda da qualidade de sono autorreferida.

Dado que os distúrbios são referidos, em sua maioria, durante a primeira parte da noite, eles podem ser atribuídos aos efeitos imediatos da nicotina e / ou à sensação de falta da nicotina durante o período de sono.

O comprometimento dos reflexos neuromusculares das vias aéreas superiores pela nicotina é outra possível explicação para o efeito do tabagismo sobre a apneia do sono. A exposição à nicotina, especialmente na forma inalada, pode provocar colapsibilidade e constrição das vias aéreas superiores.

Os despertares durante o sono também podem ser uma causa para a relação entre o tabagismo e a apneia do sono. Fumar pode afetar o limiar de excitação, assim como a fase de abstinência de nicotina durante uma única noite de sono.

O tabaco e outros ingredientes nos cigarros aos quais as vias aéreas superiores podem estar expostas durante o fumo podem contribuir para a inflamação das vias aéreas, que levam ao estreitamento das vias aéreas superiores. Assim, a pessoa torna-se mais predisposta ao colapso das vias aéreas e apneias obstrutivas.

Cigarro Causa Apneia do Sono? – Avaliando o seu Risco

O risco de desenvolver apneia do sono devido ao tabagismo parece se correlacionar com a quantidade de exposição. Em outras palavras, se você fuma mais, o risco também aumenta. No entanto, pesquisas recentes sugerem que mesmo o indivíduo que fuma em quantidades mínimas pode apresentar riscos para a saúde, como de ataques cardíacos e AVCs.

É incerto se a resistência aumentada das vias aéreas associada ao tabagismo pode levar ao colapso da via aérea e desenvolver apneia do sono. É provável que isso contribua, mas outros fatores também podem ser importantes. Além disso, a retirada da nicotina durante as horas de sono, que pode levar à fragmentação do sono e insônia, ou congestão nasal neste fenômeno são fatores que podem contribuir para a condição.

Dessa forma, se você fuma, este pode ser um bom motivo para você finalmente desistir.

Comente

Call Now Button