Tratamento do Câncer de Tireoide – Saiba Mais

O câncer de tireoide, na maioria dos casos, responde bem ao tratamento, sendo frequentemente curado com cirurgia e, se indicado, iodo radioativo. Mesmo quando o câncer está mais avançado, o tratamento pode ser muito efetivo.

Neste artigo, abordamos mais detalhes dos procedimentos diagnósticos e de tratamento.

Tratamento do Câncer de Tireoide

O Tratamento do Câncer de Tireoide

Muitas vezes, o câncer é curado apenas por cirurgia, especialmente se o tumor é pequeno. Se o câncer é maior, se se espalhou para os gânglios linfáticos ou se o seu médico achar que você está sob alto risco de recidiva do câncer, o iodo radioativo pode ser usado depois que a glândula tireoide for removida. Veja a seguir estas formas de tratamento.

Cirurgia

A terapia primária para todos os tipos de câncer de tireoide é a cirurgia. A extensão da cirurgia depende do tamanho do tumor e se o tumor está ou não confinado à tireoide. Às vezes, os achados, seja antes da cirurgia ou no momento da cirurgia – como a disseminação do tumor para as áreas adjacentes ou a presença de linfonodos envolvidos obviamente – indicarão que a tireoidectomia total é a melhor opção.

Alguns pacientes terão câncer de tireoide presente nos gânglios linfáticos do pescoço (metástases linfonodais). Esses linfonodos podem ser removidos no momento da cirurgia inicial ou como um procedimento posterior, se metástases linfonodais se tornarem evidentes mais tarde.

Para tumores muito pequenos (<1 cm) que estão confinados à tireoide, envolvendo apenas um lobo e sem evidência de envolvimento linfonodal, uma lobectomia simples (remoção apenas do lobo envolvido) é considerada suficiente.

Terapia com Iodo Radioativo

As células da tireoide e a maioria dos cânceres de tireoide diferenciados absorvem e concentram o iodo. Assim o iodo radioativo pode ser usado para eliminar todo o tecido tireoidiano normal restante e potencialmente destruir o tecido cancerígeno residual após a tireoidectomia.

O procedimento para eliminar o tecido residual da tireoide é chamado de ablação de iodo radioativo. Isso produz altas concentrações de iodo radioativo nos tecidos da tireoide, causando a morte das células.

Como a maioria dos outros tecidos do corpo não absorvem ou concentram eficientemente o iodo, o iodo radioativo usado durante o procedimento de ablação tem pouco ou nenhum efeito sobre eles. No entanto, em alguns pacientes que recebem doses maiores de iodo radioativo para o tratamento de metástases, o tratamento pode afetar as glândulas que produzem saliva e resultar em complicações, como sensação de boca seca. Equilibrar os riscos potenciais contra os benefícios da terapia com iodo radioativo é uma discussão importante que você deve ter com seu médico se a terapia com iodo radioativo for recomendada.

Se o seu médico recomendar a terapia com iodo radioativo, seu TSH precisará ser elevado antes do tratamento. Isso pode ser feito de um desses dois jeitos.

A primeira é parar a suplementação com o hormônio levotiroxina por 3-6 semanas. Isso faz com que altos níveis de TSH sejam produzidos naturalmente pelo seu corpo. Isso resulta em hipotireoidismo, que pode envolver sintomas como fadiga, intolerância ao frio e outros, que podem ser significativos. Para minimizar os sintomas, o seu médico pode prescrever suplementação de T3, uma forma de hormônio da tireoide de ação curta até as últimas 2 semanas antes do tratamento com iodo radioativo.

Alternativamente, o TSH pode ser aumentado o suficiente sem parar a medicação do hormônio tireoidiano, por meio de TSH injetável. O benefício dessa abordagem é que você pode ficar com o hormônio tireoidiano e evitar possíveis sintomas relacionados ao hipotireoidismo.

Outras Abordagens Terapêuticas

O câncer de tireoide que se espalha (metastatiza) fora do pescoço é raro, mas pode ser um problema grave. A cirurgia e o iodo radioativo continuam sendo a melhor maneira de tratar esses tipos de câncer, desde que esses tratamentos continuem funcionando. No entanto, para cânceres mais avançados, ou quando a terapia com iodo radioativo não é mais eficaz, outras formas de tratamento são necessárias.

A radiação de feixe externo direciona raios X focalizados com precisão para áreas que precisam ser tratadas – muitas vezes, um tumor que ocorreu localmente ou se espalhou para os ossos ou outros órgãos. Isso pode matar ou retardar o crescimento desses tumores.

Novos agentes quimioterápicos que se mostraram promissores no tratamento de outros cânceres avançados estão se tornando mais amplamente disponíveis para o tratamento do câncer de tireoide. Essas substâncias raramente curam tumores avançados que se espalharam por todo o corpo, mas podem retardar ou reverter parcialmente o crescimento do câncer.

Acompanhamento do Tratamento para Câncer de Tireoide

Exames periódicos de acompanhamento são essenciais para todos os pacientes com câncer de tireoide porque ele pode retornar – às vezes vários anos após o tratamento inicial bem-sucedido.

O acompanhamento inclui um cuidadoso exame físico, com atenção especial à área do pescoço. A ultrassonografia do pescoço é uma ferramenta importante para visualizar o pescoço e procurar nódulos ou gânglios linfáticos cancerosos que possam indicar que o câncer retornou. Os exames de sangue também são importantes.

A maioria dos pacientes que fizeram uma tireoidectomia para câncer necessita de reposição de hormônio tireoidiano com levotiroxina, uma vez que a glândula é removida. A dose de levotiroxina prescrita pelo seu médico será em parte determinada pela extensão inicial do câncer de tireoide. Cânceres mais avançados geralmente requerem doses mais altas de levotiroxina para suprimir o TSH. Em casos de câncer de risco mínimo ou muito baixo, é tipicamente seguro manter esse nível dentro da faixa normal. O nível de TSH é um bom indicador de se a dose de levotiroxina é ajustada corretamente e deve ser seguida periodicamente pelo seu médico.

Em geral, o prognóstico do câncer de tireoide é excelente, especialmente para pacientes com menos de 45 anos de idade e aqueles com cânceres pequenos. Esses pacientes muitas vezes são capazes de viver muito tempo e se sentir bem. É importante conversar com seu médico sobre seu perfil individual de câncer e prognóstico esperado.

Call Now Button