Doença de Ménière – Saiba Mais

Doença de Ménière – Saiba Mais
Avalie esta Matéria

A doença de Ménière é um distúrbio do ouvido interno também conhecido como hidropsia endolinfática idiopática. Refere-se a uma condição de aumento da pressão hidráulica dentro do sistema endolinfático do ouvido interno, que pode causar sintomas de perda auditiva, vertigem ocasional, zumbidos e sensação de plenitude nos ouvidos.

Neste artigo, saiba mais sobre a condição, seus sintomas e formas de tratamento.

doenca-de-meniere

Doença de Ménière e Síndrome de Ménière

O termo hidropsia endolinfática é frequentemente usado como sinônimo da doença de Ménière e da síndrome de Ménière. Enquanto a doença de Ménière não possui uma causa definida, a síndrome de Ménière pode ocorrer devido a vários processos que interferem na produção normal ou reabsorção da endolinfa, como anormalidades endócrinas, trauma, desequilíbrio eletrolítico, disfunção autoimune, medicamentos, infecções parasitárias e hiperlipidemia.

Doença de Ménière – Sintomas

Pessoas com a doença de Ménière, podem experimentar crises com sintomas de: tontura, náuseas e vômitos, zumbidos no ouvido e queda súbita na audição. Esses sintomas acontecem de uma só vez e podem durar minutos ou horas.

A condição geralmente começa em um dos ouvidos, mas pode ocorrer em ambos.. Pode demorar um ou mais dias para os sintomas desaparecerem completamente.

Os sintomas podem ser diferentes para cada pessoa, podem ocorrer em surtos ou acontecer após várias semanas, meses ou anos.

A doença de Ménière afeta mais comumente pessoas entre 20 e 60 anos, sendo incomum em crianças e pode levar à perda auditiva permanente se não for tratada.

Doença de Ménière – Diagnóstico

A avaliação da tontura e da vertigem associadas a esta condição pode ser uma tarefa médicas complexa. As fontes de desequilíbrio podem variar de condições simples (por exemplo, desidratação) a condições graves (por exemplo, tumores cerebrais).

Problemas do sistema nervoso central (SNC) devem ser diferenciados de anomalias na circulação, desequilíbrios químicos, hormonais e distúrbios da orelha interna periférica. Muitas vezes, essa distinção não é clara.

Doença de Ménière – Tratamento

A terapia médica pode dirigir-se ao tratamento dos sintomas reais em uma fase aguda, bem como para a prevenção profilática dessas crises. Se a hidropisia endolinfática é atribuível a uma outra doença, o tratamento de primeira linha é o diagnóstico e tratamento da doença primária.

Não há cura para a doença de Ménière, mas o tratamento medicamentoso pode ajudá-lo a controlar a vertigem, a náusea e o vômito. A terapia cirúrgica é reservada para falhas de tratamento médico.

Abordagens comportamentais, como terapia cognitivo-comportamental (TCC), diferentes formas de relaxamento – incluindo técnicas de respiração e ioga podem ajudar o paciente a lidar com angústia, comum em pessoas com doença de Ménière, devido às condições de dificuldade e imprevisibilidade da doença.

Não há muita prova de que mudanças na dieta possam ajudar. Mas algumas pessoas afirmam que seus sintomas melhoram por: uma dieta com pouco sal, evitando álcool e cafeína e parando de fumar.

Doença de Ménière – O que Fazer Durante uma Crise

Ao primeiro sinal de uma crise, tome sua medicação, sente-se ou deite-se, feche os olhos ou mantenha-os fixos em um objeto à sua frente. É importante não girar a cabeça rapidamente. Se você precisar se mover, faça isso devagar e com cuidado.

Quando a crise acabar, tente se mover para ajudar a compensar os problemas no ouvido interno, na visão e outros sentidos.

Em casos mais severos, que são raros, você pode precisar ser internado no hospital para receber fluidos através da veia para manter-se hidratado. Para evitar situações como esta, mantenha um acompanhamento frequente com seu médico otorrinolaringologista.

Comente